13 de maio de 2021

Tudo que você quer e que seu carro precisa.

RECORDE DE EMPLACAMENTOS EM 2011

Os emplacamentos de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, implementos rodoviários e outros meios de transporte como carretinhas para jet Sky, etc), somaram 5.767.886 unidades em 2011, ante 5.497.836 unidades em 2010, numa alta de 4,91%. “A Crise na Europa também trouxe reflexos ao País, mas os resultados foram positivos mesmo com pequena retração. A crise na Europa contribuiu para a restrição de crédito no Brasil, mas isso não afetou o resultado final, e fechamos 2011 com números expressivos”, explicou Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave (eleito em dezembro de 2011 para liderar a entidade até 2014). Entre novembro e dezembro, o crescimento do setor, no geral, foi de 10,58%, passando de 506.144 unidades para 559.719 unidades


Previsão otimista para todos os segmentos em 2012

Diante de um PIB estimado em 3,5% para 2012, a Fenabrave projeta, conforme estimativas da MB Associados (consultoria econômica parceira da entidade), um crescimento de 5,76% nos emplacamentos de veículos, que devem chegar a 5.894.734 unidades este ano. 

Os segmentos de automóveis e comerciais leves devem contabilizar 3.579.699 unidades emplacadas em 2012, num crescimento de 4,50% em relação a 2011.“Esse resultado positivo está relacionado à manutenção do emprego, ao aumento da renda, ao efeito do novo salário mínimo – elevado em 14% e que aumentará o poder de comprometimento de renda da população -, à queda dos juros, com a possibilidade da Taxa Selic chegar a 9% contra os 11% atuais, assim como a tendência de queda na inadimplência a partir do segundo trimestre, o que resultará no conseqüente aumento do crédito”, avalia Meneguetti. 

Os emplacamentos de caminhões podem chegar a 189.235 unidades este ano, atingindo alta de 9,6%. “O crescimento esperado se deve ao bom resultado esperado pela agricultura, à retomada de crescimento da construção civil, entre outros setores, aos investimentos de infraestrutura que devem ser feitos pelo governo em função da proximidade da Copa do Mundo e Olimpíadas, reposição de frota e maior liberação de recursos pelo BNDES”, analisa o presidente da Fenabrave.

O aumento dos emplacamentos de ônibus em 2012, estimado em 14,3% e 39.718 unidades, refere-se à sazonalidade natural do segmento, e à proximidade das eleições municipais.

Também o segmento de motocicletas continuará se recuperando em 2012. A Fenabrave estima que devem ser emplacadas 2.086.082 motos este ano, num aumento de 7,5% sobre 2011. “O retorno do crédito e o aumento da renda, atrelada aos benefícios trazidos ao mercado pelo Sistema de Consórcios, por exemplo, serão componentes importantes para este resultado”, conclui Meneghetti.

Acompanhe abaixo o desempenho de cada segmento em 2011

Automóveis e Comerciais Leves – O volume de emplacamentos de automóveis e comerciais leves alcançou 3.425.596 unidades no acumulado de 2011, contra 3.328.950 unidades no ano anterior, registrando aumento de 2,90%. Foram emplacadas 329.198 unidades em dezembro, contra 305.238 em novembro. O desempenho dos segmentos foi 7,85% maior de novembro para dezembro.  

Caminhões e Ônibus – O mercado de caminhões registrou números expressivos comparando os acumulados de 2011 e 2010. Foram emplacados 172.661 caminhões no ano passado, ante 157.409 unidades no mesmo período de 2010, uma alta de 9,69%. Comparando com o resultado de dezembro do ano passado (15.615 unidades) com novembro (13.434 veículos), o setor apresentou crescimento de 16,23%

O segmento de ônibus apresentou crescimento de 21,73% no comparativo entre os acumulados 2010 e 2011, passando de 28.546 unidades (2010) para 34.749 (2011). De novembro para dezembro, o crescimento foi 23,04%, saltando de 2.904 unidades para 3.573

Motos – O segmento de motos apresentou crescimento de 7,58% na comparação entre os acumulados de 2010 e 2011, passando de 1.803.772 unidades em 2010 para 1.940.564 em 2011. Comparando o resultado dos meses de novembro e dezembro, o setor de duas rodas registrou alta de 16,10%, aumentando de 166.671 unidades emplacadas para 193.510

Implementos Rodoviários – Este setor teve uma pequena retração de 0,43% entre janeiro a dezembro de 2011. Foram comercializados em 2011, 58.557 unidades, contra 58.812 unidades no mesmo período de 2010. De novembro para dezembro, o setor apresentou alta de 11,95%, saltando de 4.494 unidades para 5.031.

Outros – Outros veículos, como carretinhas para Jet Ski, apresentaram crescimento de 24,75% comparando os acumulados, passando de 66.656 unidades para 83.153 unidades. Na comparação dos meses de novembro e dezembro, este setor também apresentou crescimento de 7,35%, aumentando de 7.649 unidades para 8.211 no mês anterior.
 

Fonte: Fenabrave / Foto Antonio Milena/AE