11 de maio de 2021

Tudo que você quer e que seu carro precisa.

NOVO VW E-BUGSTER

O New Beetle é o sucessor de um ícone automotivo, o Fusca. O novo carro é considerado o mais esportivo Beetle da história. Agora a Volkswagen está mostrando, no Salão de Pequim na China, como essa esportividade também pode ser transferida para um Beetle com acionamento elétrico. O Volkswagen E-Bugster foi especialmente concebido para esta missão: com dois lugares o Beetle speedster tem 85 kW de potência e faz de 0 a 100 km / h em 10,8 segundos, com zero de emissões.

O módulo da central elétrica do Volkswagen E-Bugster possui um design inovador, pesa apenas 80 kg. A energia para alimentar o motor elétrico é armazenada em uma bateria de iões de lítio cujos módulos são alojados em um local de economia de espaço, atrás dos bancos dianteiros.

A capacidade de armazenamento de energia na bateria é de 28,3 kWh e permite um alcance de pelo menos 180 km em trecho urbano. E mesmo em um país enorme como a China, para a maioria dos viajantes isso é suficiente para locomoção aos locais de trabalho e voltar para casa. Uma vez que o Volkswagen tem uma função de carregamento rápido, a bateria pode ser ‘reabastecida’ dentro de 35 minutos em estações de carregamento adequados.

Em casa, a bateria do VW E-Bugster também pode ser carregada a partir de uma tomada elétrica convencional. A interface para o cabo de carga está localizado atrás da porta de combustível.

 

Graças a um novo sistema combinado de carregamento, o Volkswagen E-Bugster pode ter uma forma flexível, através de um interface de utilização em quaisquer modalidades disponíveis de carregamento, nos quais destacam-se:

Monofásica carregamento com corrente alternada
Ultra-rápido carregamento DC em estações de carregamento (carga rápida)

Este último será baseado em um novo padrão da indústria automotiva, uniforme para os conectores de futuros veículos elétricos que estarão disponíveis para todos os fabricantes. Essa padronização será baseada no sistema de carga combinada, o controlador de carga e a arquitetura elétrica devem ser capazes de lidar com todos os tipos de carga. Isso irá reduzir custos e simplificará a implementação global generalizada de mobilidade elétrica.

Fonte: Media VW Group.