13 de maio de 2021

Tudo que você quer e que seu carro precisa.

NOVA FORD RANGER

A Ford Ranger mostrada em primeira mão em Buenos Aires é um protótipo com cabine dupla, na cor Aurora Blue, produzido para apresentar o novo design e servir como exemplo da ampla gama de equipamentos e tecnologias que estarão disponíveis na Nova Ranger global. Ela é equipada com motor diesel Ford Duratorq TDCi 2.2, o menor da nova família de propulsores diesel que estará disponível para atender as diferentes necessidades do mercado, com alta eficiência, potência de 126 hp e torque de 330 Nm, tração 4×4, transmissão manual e rodas de alumínio de 18 polegadas. Estribos laterais e santantônio estão entre os acessórios.

A Nova Geração Ranger reúne estilo marcante e tecnologias avançadas para oferecer um padrão diferenciado de conforto e dirigibilidade no segmento. Projetada para ser líder da categoria, com ganhos significativos também na potência, segurança e capacidade de carga, ela combina a herança forte de resistência, confiabilidade e desempenho da picape com um interior espaçoso, confortável e bem equipado. Como resultado, oferece uma experiência de direção sofisticada, não encontrada em outros veículos do segmento. Será produzida em três continentes e vendida em mais de 180 mercados mundiais para tornar-se um dos produtos de maior abrangência geográfica da marca.

O protótipo da Nova Geração Ranger exposto no Salão de Buenos Aires é equipado com uma nova transmissão manual de seis velocidades. Oferece trocas precisas e traz um indicador que orienta o motorista a dirigir de modo mais econômico. Além de aproveitar toda a potência do motor, foi calibrada para reduzir ao mínimo os níveis de ruído, vibrações e asperezas. A alavanca de câmbio curta, similar à dos automóveis, é posicionada ergonomicamente no console central e reforça a esportividade da picape. A caixa de transferência com controle eletrônico permite selecionar a tração 4×2 ou 4×4 por meio de um botão no painel.

Um dos principais recursos incluídos na nova transmissão automática é a lógica de controle de graduação (Grade Control Logic). Quando o veículo desce uma ladeira e o motorista aciona os freios, a transmissão seleciona automaticamente uma marcha mais baixa para ajudar a segurar o veículo. Se a transmissão está no modo manual e o motorista tem de acelerar numa emergência, a transmissão também troca para uma marcha menor para oferecer aceleração extra.

Vários outros refinamentos da Nova Ranger contribuem para aumentar a economia de combustível. A calibração apurada do sistema de injeção permite uma combustão eficiente e econômica, sem afetar a potência. A aerodinâmica da carroceria foi aprimorada com o uso de simuladores de última geração, similares aos utilizados na Fórmula 1. Esse trabalho incluiu a realização de mais de mil testes aerodinâmicos para chegar ao design final do veículo.

A Nova Geração Ranger oferece uma dinâmica de direção refinada. Seu novo chassi aumenta ao mesmo tempo a capacidade de carga e o conforto. A caçamba, maior, foi projetada para transportar mais peso e volume. O desempenho fora de estrada também é favorecido pela rigidez maior da carroceria e pela altura elevada. A distância mínima do solo nos modelos 4×4 atinge excepcionais 230 milímetros, com pneus de 16 polegadas. A Nova Ranger absorve com facilidade quaisquer ondulações do piso, com a distância entre-eixos ampliada para 3.220 milímetros – a maior da categoria.

A caçamba da Nova Geração Ranger Cabine Dupla tem comprimento de 1.549 milímetros. Com a altura do compartimento ampliada para 511 milímetros, o seu volume de carga foi aumentado para 1,21 metro cúbico.

 

“Na América do Sul, os modelos e a data de lançamento da Nova Geração Ranger ainda serão definidos. No entanto, podemos confirmar que a fábrica de Pacheco, na Argentina, que produz o modelo atual da Ranger, já está preparando as instalações para a futura incorporação do novo produto ao seu portfólio em 2012, como parte dos investimentos de US$ 250 milhões que estão sendo aplicados na planta”, disse Enrique Alemañy.