14 de maio de 2021

Tudo que você quer e que seu carro precisa.

New Fiesta “A Voz do Consumidor”

A Ford realizou um amplo programa de pesquisa mundial, chamado “A Voz do Consumidor” para lançar a nova geração do Ford Fiesta, que será produzida no Brasil este ano. O objetivo foi “falar” direto com usuários da linha Ford e de outras marcas, em diversos países, para opinar em situações reais.

A Ford recrutou motoristas de todas as idades e tamanhos para os testes realizados em 115 New Fiestas. Um dos testes desafiou os participantes a seguir uma série de instruções do manual do proprietário. As avaliações chegaram a detalhes como percepção de ruídos e rangidos, da posição do banco e a rodagem do veículo até o término do combustível para verificar a robustez do sistema e precisão do medidor.

“A Ford incentivou os convidados a fazer comentários e sugestões de melhoria. Dedicando esse nível de detalhe a cada aspecto do veículo nós podemos fazer uma real diferença na experiência de direção e posse do New Fiesta“, diz Thomas Schlimbach, engenheiro do programa Voz do Consumidor da Ford.

Para o lançamento global, o New Fiesta passou por um programa de mais de 2 milhões de quilômetros praticamente em todos os continentes, com especial ênfase na América do Sul, Europa e Ásia, em testes nos mais diferentes tipos de pistas e sob condições extremas para garantir o desempenho e a durabilidade. No total, o New Fiesta rodou 1,2 milhão de quilômetros em vias públicas e 850.000 quilômetros em pistas de testes, incluindo pisos de pedra e com vários tipos de buracos e temperaturas variando de -40ºC a 82ºC.

“A combinação de tecnologias avançadas de simulação em laboratório, testes nas pistas e avaliações reais de rodagem nos ajudou a entregar um padrão de durabilidade que dá aos proprietários do New Fiesta a confiança de enfrentar as piores condições de uso durante toda a vida útil do veículo, em diferentes regiões do mundo”, diz Glen Goold, engenheiro-chefe do programa do New Fiesta na Ford.

Os testes de durabilidade realizados nos Campos de Provas da Ford em Lommel, na Bélgica, e em Tatuí, no Brasil, utilizaram pistas que reproduzem as condições encontradas em ruas da Europa e das Américas. Elas simulam as piores condições que os motoristas podem encontrar, com obstáculos construídos especialmente para produzir cargas controladas sobre o veículo.

Os testes de laboratório feitos em componentes e sistemas simulam uma vida inteira de uso. Em um deles, um braço robótico simula uma pessoa aplicando uma força de 36 kg em cada mão sobre o capô, 3.000 vezes, para garantir sua capacidade de resistir ao esforço.

Fonte: Imprensa Ford.